Myrna Loy

Atriz norte-americana, Myrna Adele Williams nasceu a 2 de agosto de 1905 em Raidersburg, no Montana, e faleceu a 14 de dezembro de 1993, em Nova Iorque. Com 7 anos, mudou-se com a família para a cidade de Helena, onde passou a sua infância. Começou a ter lições de dança com 12 anos e, em 1918, após a morte do pai, foi com a família para Los Angeles. Começou a representar aos 15 anos em produções locais de teatro, tendo sido descoberta numa delas pela mulher de Rudolph Valentino, que a ajudou a entrar no mundo do cinema. No mesmo ano em que adotou o seu nome artístico - sugerido por um poeta seu amigo - estreou-se também no cinema em What Price Beauty? (1925). Durante este período do cinema mudo, ficou colada a uma imagem de mulher exótica e misteriosa.
Em 1932, teve um momento de viragem na sua carreira com a participação em Love Me Tonight (Ama-me Esta Noite), de Rouben Mamoulian, uma comédia musical que quebrou o tipo de papéis que invariavelmente fazia. A partir daqui foi iniciou um período ascensional que culminou em 1938 quando obteve o título de "rainha do cinema" (o "rei", na altura, foi Clark Gable). Nessa década fez sete filmes com Clark Gable, dos quais o primeiro foi Night Flight (1933) e o último Too Hot to Handle (1938).
Outro dos seus maiores triunfos foi a série de filmes iniciada com The Thin Man (O Homem Sombra, 1934), interpretando Nora Charles que, juntamente com William Powell, resolvia os mistérios destas comédias policiais que finalizaram com Song of the Thin Man (1947).
Durante a Segunda Guerra Mundial, interrompeu a carreira para trabalhar ao serviço da Cruz Vermelha, tendo-se depois dedicado à política, sendo a primeira celebridade de Hollywood a trabalhar para a UNESCO. Participou depois em filmes como The Best Years of Our Lives (Os Melhores Anos das Nossas Vidas, 1946), de William Wyler; Mr. Blandings Builds His Dream House (1948), com Cary Grant; ou Cheaper By the Dozen (1950). Desde meados dos anos 50, espaçou mais as suas interpretações cinematográficas e ficou especialmente com papéis secundários, tendo-se estreado também no teatro (em 1966). Em 1973, estreou-se na Broadway com The Women, e em 1980 teve a sua última interpretação no cinema: Just Tell Me What You Want, de Sidney Lumet. Em 1981, despediu-se da representação com o telefilme Summer Solstice, onde contracenou com Henry Fonda. Em 1991, recebeu um Óscar honorário.
Como referenciar: Myrna Loy in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 02:27:10]. Disponível na Internet: