Artigos de apoio

Não Só Quem nos Odeia
Romance que, segundo Álvaro Manuel Machado (A Novelística Portuguesa Contemporânea, Lisboa, 1977, p. 81), se insere numa tendência novelística surgida na década de 60, genericamente designada de "experimentalismo pós-nouveau-roman", onde confluem influências diversas, do estruturalismo francês à literatura norte-americana de vanguarda. A epígrafe de Ricardo Reis, que dá título ao romance, "Não só quem nos odeia ou nos inveja / Nos limita e nos oprime; quem nos ama / Não menos nos limita", constitui-se como chave de leitura das tensões entre as três personagens principais, Catarina, Bernardo e Axel, numa visão interiorizada sobre arquétipos da relação homem/mulher.
Como referenciar: Não Só Quem nos Odeia in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-05-25 07:58:18]. Disponível na Internet: