Naomi Campbell

Manequim inglesa, nasceu a 22 de maio de 1970, em Streatham, no sul de Londres, e iniciou a sua carreira de manequim aos 15 anos, altura em que foi descoberta no parque de Convent Garden por um agente da Elite norte-americana. Quando passava nas imediações da prestigiada escola de arte onde Naomi aprendia dança clássica, este agente não pôde deixar de reparar na beleza de uma jovem que misturava traços jamaicanos e chineses dos seus antepassados. Começou aí a sua meteórica ascensão até à fama, que levou um grande impulso a partir do momento em que, em agosto de 1986, apareceu na capa da versão britânica da revista de moda Elle. Mudou-se então para Paris, com o intuito de desenvolver a sua imagem, o que lhe permitiu tornar-se uma super model internacional.
Em 1988, quando já era muito solicitada por diversos costureiros, como Versace (o seu maior impulsionador) e Ralph Lauren, foi a primeira mulher negra a aparecer nas capas das revistas Vogue francesa e inglesa e ainda na Time. Mudou-se no ano seguinte para Nova Iorque, onde passou a viver, não demorando muito tempo a aparecer na capa da Vogue norte-americana. Dar a cara em capas de revistas passou a ser comum na sua carreira, ao mesmo tempo que nas passerelles, onde, com o seu caminhar fora de comum, exibia as roupas e as extravagâncias dos mais famosos estilistas.
Em 1991, surgiu junto com Eva Herzigova numa campanha da Guess?. Entretanto, passou a ser muito solicitada para aparecer em livros sobre moda ou noutros mais genéricos como o polémico Sex, da cantora Madonna.
A marca de pneus Pirelli, que todos os anos escolhe uma top model para ilustrar os seus famosos calendários, optou por Naomi Campbel em 1995. Nesse mesmo ano, a modelo inglesa começou a envolver-se em diversas atividades exteriores à moda e gravou um CD intitulado "Babywoman", completando, assim, a sua ligação ao meio musical, depois de ter participado em diversos telediscos. Ainda em 1995 lançou o livro Swan, que conta uma história de suspense envolvendo cinco manequins e as suas viagens à volta do Mundo. Publicou também um livro ilustrado com as suas melhores fotos, cujos lucros revertem para a Cruz Vermelha da Somália. Campbell contribuiu igualmente, através da UNESCO, com fundos para a construção de jardins de infância em países pobres.
A sua estreia no cinema ocorreu, em 1996, no filme Girl 6, do realizador norte-americano Spike Lee.
Um ano depois, em 1997, foi dispensada da função de porta-voz de uma associação de proteção de direitos dos animais depois de ter vestido uma peça de roupa em pele numa passagem de modelos em Milão.
Naomi tem fama de ser a modelo mais difícil de aturar, o que a levou a ser despedida da agência Elite por alegada falta de profissionalismo.
Em 2002, desfilou para Jean Paul Gaultier no espetáculo que o costureiro apresentou depois da despedida oficial de Yves Saint Laurent. A manequim desfilou com as mãos nos seios desnudados. Entretanto, juntamente com as top models Elle Macpherson e Claudia Schiffer, tornou-se sócia da cadeia de restaurantes Fashion Café.
Como referenciar: Porto Editora – Naomi Campbell na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-01 09:45:36]. Disponível em