Nathaniel Hawthorne

Escritor norte-americano, nasceu em 1804, em Salem, Massachusetts, no seio de uma família de raízes puritanas. Hawthorne era o segundo filho de Nathaniel Hathorne, um capitão de mar, e de Elizabeth Clarke Manning Hathorne. Descendia de William Hathorne, que emigrara para a Nova Inglaterra em 1630 com a primeira geração de colonos puritanos e que se distinguira como soldado e magistrado. Entre os antepassados de Hawthorne contava-se ainda John Hathorne, que participara no julgamento das feiticeiras de 1692. Sobre John fora pronunciada uma maldição que impressionou Hawthorne e inspirou uma grande parte da sua obra. Em 1808 o pai de Hawthorne morreu, deixando a viúva e os três filhos dependentes da família Manning. No ano seguinte. o escritor mudou-se com a mãe e as irmãs para a residência dos Manning. Em outubro de 1818 mudaram-se para Raymond, Maine, mas em julho do ano seguinte Hawthorne regressou a Salem para viver sob tutela de Robert Manning, seu tio. Em outubro de 1821 o escritor iniciou a sua formação universitária em Bowdoin. Aí conheceu entre outros Horatio Bridge, Franklin Pierce (mais tarde Presidente), e Henry Wadsworth Longfellow. Depois de se formar (1825), Hawthorne regressou à casa da mãe em Salem, onde durante os 12 anos seguintes aprofundou as suas leituras e escreveu, isolado do mundo. Em 1828 publicou anonimamente e às suas custas o seu primeiro romance, Fanshawe: A Tale. O livro inspirava-se nas experiências do autor em Bowdoin. Hawthorne destruíu posteriomente todas as cópias que restaram do romance. Nesta altura o escritor já acrescentara um "w" ao nome de família. Nos anos seguintes, publicou anonimamente diversos contos em publicações periódicas. Muitos destes contos integraram a coletânea Twice-Told Tales, publicada em 1837. Apesar de não ter sido um sucesso, o livro estabeleceu a reputação do escritor. Os primeiros contos de Hawthorne eram narrativas alegóricas e simbólicas inspiradas na história colonial da Nova Inglaterra e refletiam já as preocupações do autor relativamente à imperfeição humana e ao pecado original. Não podendo viver exclusivamente da escrita, Hawthorne aceitou em 1839 o primeiro de uma série de cargos públicos, tornando-se funcionário da alfândega de Boston. Dois anos mais tarde publicou um livro de contos infantis, Grandfather's Chair: A History for Youth (1841), género que repetiu duas vezes: A Wonder Book for Girls and Boys (1852) e Tanglewood Tales for Girls and Boys (1853). Entre abril e outubro de 1841 Hawthorne participou no projeto reformador da comunidade socialista de Brook Farm, em West Roxbury. No ano seguinte casou com Sophia Peabody e foram viver para Concord, onde tiveram como vizinhos Emerson, Thoreau e Margaret Fuller. Em 1845 regressou a Salem com a família, ocupando o lugar de inspetor na alfândega local. Entretanto publicou Mosses from an Old Manse (1846) e só voltou a dedicar-se à escrita depois do seu afastamento da alfândega de Salem na sequência de uma mudança eleitoral na administração política. O seu romance mais conhecido, The Scarlet Letter (A Letra Escarlate), foi publicado em 1850. Tratava-se de um romance simbólico inspirado no passado puritano da Nova Inglaterra. O romance tem por cenário a cidade de Boston no século XVII e o seu tema central é o efeito desencadeado por um pecado inicial de adultério sobre três personagens nele implicadas. Hawthorne dramatizou neste romance, e em geral em toda a sua obra, o mundo moral dos puritanos e as inquietações humanas e teológicas decorrentes. The Scarlet Letter foi muito apreciado pelo público da época e é considerado um dos clássicos da literatura americana. Com ele se iniciou a fase mais produtiva da carreira de Hawthorne, que publicou no ano seguinte The House of the Seven Gables, The Snow-Image and Other Twice-Told Tales e True Stories from History and Biography (1851). Em 1851 o escritor mudou-se para Lenox, Massachusetts, onde conheceu Herman Melville. Regressou a Concord em 1852 depois da publicação de The Blithedale Romance e escreveu a biografia da campanha eleitoral de Franklin Pierce, que veio a vencer as eleições para a presidência. Na sequência desta vitória Hawthorne foi nomeado cônsul em Liverpool, lugar que ocupou até 1857. Nos anos seguintes viajou por Inglaterra, França e Itália, reunindo material para o romance The Marble Faun, publicado em 1860 (a edição inglesa intitulava-se Transformation). Hawthorne regressou à América nas vésperas da Guerra Civil (1861-65). A dedicatória do livro de ensaios Our Old Home (1863) a Franklin Pierce rodeou-se de controvérsia. A impopularidade de Pierce devia-se ao seu apoio à causa sulista e à sua ambiguidade em relação à escravatura. Hawthorne morreu a 19 de maio de 1864 durante uma viagem a New Hampshire, acompanhado por Franklin Pierce. Está sepultado em Concord. As suas obras póstumas incluem os seus diários, American Notebooks (1868), English Notebooks (1870) e French and Italian Notebooks (1871), e fragmentos dos romances Septimus Felton (1872), The Dolliver Romance (1876), Dr. Grimshawe's Secret (1883) e The Ancestral Footstep (1883). Apesar do tom simbólico da sua prosa, o estilo de Hawthorne revela com clareza as complexidades e motivações da alma humana. A sua conceção do comportamento humano, fortemente enraizada na tradição puritana, afasta-se dessa herança na perspetivação do pecado como forma de aprendizagem. Este desvio relativamente à ideia de predestinação valorizou a obra de Hawthorne no âmbito da crítica moderna.
Como referenciar: Nathaniel Hawthorne in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-16 13:30:19]. Disponível na Internet: