Nélson Ned

Cantor brasileiro, Nélson Ned d'Ávila Pinto nasceu no dia 2 de março de 1947, no Ubá, estado de Minas Gerais, Brasil, e faleceu a 5 de janeiro de 2014. Desde tenra idade, o pequeno Nélson demonstrou interesse pela música e estrear-se-ia, com apenas 13 anos, cantando a canção "Eu Sonhei Que Tu Estavas Tão Linda", de Lamartine Babo. Ainda nesse ano, venceria o primeiro Festival da Canção na Argentina com a canção "Tudo Passará", tema que viria a tornar-se um dos grandes êxitos da sua carreira e que o popularizaria, não só no Brasil, mas em toda a América Latina. A canção seria regravada alguns anos mais tarde. Nessa fase, grava os primeiros registos da sua carreira, mantendo atuações regulares em vários países. Com um repertório essencialmente voltado para a música romântica, Nélson Ned foi-se tornando, paulatinamente, um campeão de vendas no mercado brasileiro e no exterior. Foi ele o primeiro artista da América Latina a vender mais de um milhão de discos nos Estados Unidos. A proeza foi conseguida com a canção "Happy Birthday, My Darling", gravada em 1974. Aparecendo regularmente no Carnegie Hall, em Nova Iorque, durante as décadas de 60 e 70, o "Pequeno Gigante", como era carinhosamente tratado por sofrer de nanismo, foi conquistando o mercado americano e, no final da década de 70, era um dos intérpretes brasileiros que vendiam mais discos. Com muitos discos de ouro no mercado brasileiro, seria também reconhecido como compositor, escrevendo canções para Moacyr Franco, António Marcos e Agnaldo Timóteo, entre outros. A partir da década de 90, convertido à Igreja Evangélica, registou uma viragem estética na sua música, interessando-se pelas composições de cariz espiritual e religioso e tomando o gospel como uma referência. Essa mudança correspondeu ao seu decréscimo de popularidade no mercado brasileiro, embora nunca tivesse deixado de vender discos em número considerável. No final da década, aproveitando o acolhimento do México, emigra para esse país da América Central, participando regularmente como diretor artístico em alguns programas de televisão.

Discografia
1969, Tudo Passará 1970, Eu Também Sou Sentimental
1970, Nélson Ned
1972, Nélson Ned
1973, Nélson Ned, Vol. 3
1982, Perdidamente Apaixonado
1984, Caprichoso
1985, A Mi Nuevo Amor
1986, O Grande Nélson Ned
1987, Passei da Conta
1989, Recuerdame
1990, Dedicado Al Amor
1991, Enamorado
1992, Lagrimas de Estrellas
1992, Penso em Você
1993, El Romantico de América
1994, Mi Manera de Amar
1995, Jesus Te Ama
1998, Jesus Está Vivo
2002, Jesucristo Es Vida
2003, Boleros
2006, Dedicado a Mexico

Como referenciar: Nélson Ned in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-09 21:54:41]. Disponível na Internet: