Neogarrettismo e Neorromantismo

Correntes cujas designações derivam, na última década de oitocentos, da exaltação do papel dos românticos, especialmente Garrett na defesa do nacionalismo, na recuperação da literatura popular enquanto fonte genuína da cultura portuguesa, no estudo da História de Portugal, etc. Nesta medida, o Neogarrettismo é "o correlato de um sentimento de orfandade e de perda de identidade, que naturalmente se agudiza na sequência do Ultimatum" e que encontra uma filiação purificadora na "construção do mito de Garrett: um Garrett que se volve figura totémica e guardião da matriz de todo o sentido; um Garrett prometeico que recolhe e reacende a tradição cultural de um povo e acorda o volksgeist adormecido; um Garrett demiurgo que da treva faz brotar o teatro, o romance, a poesia e que, através desse conjunto de atos performativos, assim refunda a identidade nacional", renascendo num outro tempo histórico e no "plano intemporal que é o do mito" (cf. SANTOS, Américo - "Do Neogarrettismo e das Viagens ao Portugal", in Atas do Colóquio De Garrett ao Neogarrettismo, Maia, 1999). Ligado à atitude cultural e literária da geração de 90 e a nomes como António Nobre, Guerra Junqueiro, Afonso Lopes Vieira ou Manuel da Silva Gaio, e apresentado programaticamente por Alberto de Oliveira em Palavras Loucas, o neogarrettismo impunha-se como objetivo, numa definição de Eça de Queirós (carta a Oliveira Martins), "reaportuguesar Portugal", no que essa tarefa implicava de abandono de modelos culturais estrangeiros, de defesa do que é nacional, de recolha da literatura oral de tradição popular, de recuperação do drama e romance histórico, de retorno ao rusticismo e à vernaculidade. Interseccionando-se com o Decadentismo, na criação literária, o Neogarrettismo, com o seu projeto de conhecimento do passado e de salvaguarda do património cultural nacional, deu um impulso fundamental para o desenvolvimento dos estudos etnológicos, antropológicos, arqueológicos, historiográficos, de história da língua e de história literária, domínios em que se destaca a ação de Leite de Vasconcelos, Martins Sarmento, Abade de Baçal, Alberto Sampaio, Adolfo Coelho, Sousa Viterbo ou Consiglieri Pedroso.
Como referenciar: Neogarrettismo e Neorromantismo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-19 07:46:31]. Disponível na Internet: