Neuromancer

Nome do romance de ficção científica escrito por William Gibson e publicado em 1984, vencedor dos prémios Hugo, Nebula e Philip K. Dick Memorial Award.
Nesta obra, Gibson dá ao leitor uma visão tecnológica e impessoal da vida no século XXI, apoiando-se em temas atuais para chegar a uma perspetiva possível do futuro.
Com o avanço da tecnologia, com invenções como a Internet e as imagens simuladas por computador, parte do mundo alternativo recriado em Neuromancer tornou-se real, pelo que a visão futurista de Gibson acabou por se realizar, poucos anos após a publicação da obra.
Em Neuromancer foram empregues pela primeira vez conceitos como "realidade virtual" e "ciberespaço", descrito por William Gibson como "um lugar de impensável complexidade", e hoje utilizado para denominar a comunidade de computadores ligados a redes globais e a cultura que se desenvolveu entre os seus utilizadores.
Este termo foi responsável pelo aparecimento de um vocabulário completamente novo, de "cibertermos", como "cibercafe" (café que vende tempo de utilização de um computador ligado à Internet), ou cibernauta (alguém que "navega" pelo "ciberespaço").
Como referenciar: Porto Editora – Neuromancer na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-22 20:51:45]. Disponível em