Nina Bouraoui

Escritora francesa nasceu a 31 de julho de 1967, em Rennes, na França, mas os seus primeiros anos de vida foram passados na Argélia, de onde era natural o pai.
A sua família vivia afastada do resto da população, quase em reclusão, e foi nesta altura que Nina desenvolveu uma grande ligação aos desertos, onde passava muito tempo. Aos nove anos escreveu a sua primeira história, onde revelou a forte faceta masculina da sua personalidade. Aos 14 anos, viajou de férias com a família para a Europa e acabaram por se instalar na Suíça, em Zurique. Nina aprendeu aqui, numa sociedade com uma diferente mentalidade, a viver com a sua homossexualidade. Ainda na sua adolescência viveu algum tempo nos Emirados Árabes Unidos. Depois, foi estudar para Paris, tendo frequentado, na universidade, dois anos de Direito e, depois, dois de Filosofia. Durante este período começou a escrever o seu romance de estreia, La Voyeuse Interdite, com o qual viria a ganhar, em 1991, o Prémio Livre Inter. Bouraoui escreveu esta obra, que vendeu cerca de 150 mil exemplares, durante quatro anos, entre os 19 e os 23 anos. La Voyeuse Interdite foi baseado na sua experiência de vida na Argélia, nomeadamente sobre as tensões sexuais neste país. Logo no ano seguinte, 1992, Bouraoui lançou o seu segundo romance Poing Mort.
Mes Mauvaises Pensées, de 2005, foi galardoado com o Prémio Renaudot, um dos mais importantes galardões literários de língua francesa. Este romance relata a infância da autora, na Argélia, assim como a sua vida amorosa, através de uma personagem que tem uma série de consultas com um psicanalista. O amor, a homossexualidade e a família são os três principais temas do romance.
Nina Bouraoui escreveu ainda os romances Poupée Bella, Le Bal des Murènes, La Vie Heureuse e Garçon Manqué. Este último, editado em 2000, tem por protagonista um rapaz que, afinal, é a encarnação da própria autora, com quem partilha a opção por atividades masculinas e o uso de cabelo curto.
Como referenciar: Nina Bouraoui in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 09:12:58]. Disponível na Internet: