Ninurta

Era na Mesopotâmia o deus da guerra, sendo por vezes representado com setas e arco. Noutra representação usual, aparece com o Sharur, um maço que transportava mensagens entre ele e outros seres.
Nasceu em Ekur, sendo filho de Mami (ou Nintu) e de En-lil (ou Ellil, para os babilónicos). Foi ele que recuperou a poderosa Tábua dos Destinos, que tinha sido furtada pelo demónio Anzu, para o seu pai. Após esta missão, foi realizada uma cerimónia de purificação deste deus por Nissaba (deusa dos cereais, da aprendizagem e da escrita), tendo-lhe sido dados então diversos nomes que o honravam, entre os quais Papsukkal, vizir dos grandes deuses, Shushinak (protetor da cidade de Susa), Lugalbanda (pai de Gilgamesh) e Zababa (deus guerreiro de Kish).
Como referenciar: Ninurta in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-18 04:42:25]. Disponível na Internet: