nominativo

Função sintática de sujeito desempenhada por uma palavra (substantivo, adjetivo ou pronome) ou por um sintagma nominal, manifestada morfologicamente, em línguas com flexão casual (como o latim, o grego, o alemão moderno, etc.), por uma terminação ou desinência distintiva.
Em latim, por exemplo, a cada uma das cinco declinações existentes correspondiam seis formas de nominativo, distribuídas por género (masculino, feminino e neutro) e número (singular e plural). Assim, por exemplo, o adjetivo <negro> possuía as seguintes formas de nominativo (a negrito): <niger> (m. sing.), <nigra> (f. sing.), <nigrum> (neutro, sing.), <nigri> (m. pl.), <nigrae> (f. pl.) e <nigra> (neutro, pl.).
O nominativo é também o caso selecionado em latim para exprimir a função de predicativo do sujeito, como se pode ver na frase: <Magna [predicativo do sujeito] templa [sujeito] sunt> (Os templos são grandes).
Estas terminações permitem a mobilidade da palavra na frase, uma vez que a função sintática de sujeito fica assegurada pela morfologia da palavra.
Como referenciar: nominativo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-26 11:47:47]. Disponível na Internet: