Novos Poemas

De Manuel da Silva Gaio, inclui três poemas longos, compostos em quadras decassilábicas ou dodecassilábicas, onde predomina a tonalidade épico-dramática na expressão de uma inquietação metafísica que lembra a poética de Antero: "Dom João" (publicado posteriormente em volume individual, em 1924), "Envelhecendo", considerada por Óscar Lopes (cf. Entre Fialho e Nemésio, vol. I, Lisboa, 1987, pp. 43, 47) uma das suas melhores composições, e "Nossa Senhora dos Agoiros". Reúne ainda duas composições em métrica mais breve, "Alma Remida" e "Sonho", onde desenvolve, também numa estrutura quase diegética, um certo visionarismo histórico; e um soneto, "Diálogo", que, fechando o volume, condensa lapidarmente algumas contradições que angustiam o sujeito poético.
Como referenciar: Novos Poemas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-23 04:28:51]. Disponível na Internet: