O Bobo

Romance histórico inicialmente publicado na revista O Panorama, em 1843, refundido e ampliado na edição póstuma em volume, de 1878. Na introdução, Herculano sustenta que "o mister de recordar o passado é uma espécie de magistratura moral" e formula o desejo de que "o drama, o poema, o romance sejam sempre um eco das eras poéticas da nossa terra". A obra evoca a época conturbada da gestação da nacionalidade portuguesa, cujas lutas têm como cenário o Condado Portucalense e, concretamente, o espaço histórico e simbólico do castelo de Guimarães, palco onde se desenrolam intrigas românticas e maquiavélicas. A figura central do enredo, onde sobressaem o jovem Afonso Henriques e o Conde de Trava, amante de D. Teresa, acaba por ser D. Bibas, O Bobo, espectador oculto de paixões e intrigas e autêntica mola secreta da ação.
Como referenciar: O Bobo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-02-22 10:07:32]. Disponível na Internet: