O Brasileiro Soares

Romance de Luís de Magalhães que combina o uso dos processos analíticos naturalistas ("a realidade bem observada e a observação bem exprimida", como refere Eça de Queirós, autor do prefácio) com certas marcas românticas, como sendo a apologia dos valores burgueses da honestidade e do trabalho ou o destino final do protagonista. Como salienta, no prefácio, o autor de Os Maias, a obra reabilita o tipo social do brasileiro (o emigrante que retorna rico do Brasil), ridicularizado nas novelas românticas, na figura do protagonista, Joaquim Soares, um homem honesto, trabalhador e generoso. Regressado à terra natal, depois de uma vida de trabalho no Brasil, Joaquim apaixona-se pela sobrinha Ermelinda, ambiciosa e calculista, que afeta ser uma esposa dedicada, mas o atraiçoa na sua própria casa. Descobertos o adultério e a fuga da mulher, ainda aí Joaquim hesita "entre a vingança e o perdão", mas, descobrindo de forma cruel a "comédia de hipocrisia e mentira" que é o mundo, suicida-se.
Como referenciar: O Brasileiro Soares in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-11 18:26:29]. Disponível na Internet: