O Cowboy da Meia-Noite

Filme realizado por John Schlesinger em 1969, com interpretações de Jon Voight, Dustin Hoffman e Sylvia Miles. O realizador procura fazer uma crítica acérrima à sociedade nova-iorquina onde a corrupção e as falsas aparências se sobrepõem aos valores éticos. Voight desempenha o papel de Buck, um texano ajudante de cozinha que parte para Nova Iorque com a intenção de ganhar fortuna como gigolo. As coisas não correm bem e Buck entra em declínio, chegando ao cúmulo de satisfazer clientes homossexuais. Nas ruas encontra Ratso (Hoffman), um pequeno vigarista tuberculoso que se torna seu amigo. Comovido pela dedicação de Ratso, Buck promete a si próprio arranjar o dinheiro necessário para ambos partirem para a solarenga Miami, onde Ratso se poderia reestabelecer. O filme, marcado por uma vertente algo pessimista e negra, foi um sucesso junto do público e da crítica, tendo alcançado três Óscares: Melhor Filme, Realização e Argumento, este elaborado a partir da obra homónima de James Leo Herlihy. Foi a primeira fita com a classificação X (para adultos) a ser agraciada com o Óscar para Melhor Filme. O filme também popularizaria a canção Everybody's Talking.
Como referenciar: O Cowboy da Meia-Noite in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-16 17:01:22]. Disponível na Internet: