Artigos de apoio

O Limpa-Vias
Personagem de "Arroz do Céu" na obra Gente de Terceira Classe (1962) de José Rodrigues Miguéis. Empregado de limpeza dos túneis do subway em Nova Iorque, como uma "toupeira, um rato dos canos", a vida do Limpa-Vias, que "era estrangeiro, imigrante" e que "não brincara, nem vadiara na voragem empolgante das ruas da grande cidade, e vivia perfeitamente resignado à sua obscuridade", concentra-se toda no "chão imundo e viscoso". Recebendo como um prodígio o arroz que, lançado sobre os noivos numa igreja e escorrendo pelas grades de escoamento para o subway, começa a cair subitamente do seu céu, e recolhendo-o para sustentar os seis ou sete filhos, sente-se por essa chuva benéfica "objeto da vontade misericordiosa do Senhor". Na construção desta personagem encerra-se, assim, uma crítica à desigualdade social ("O Céu do limpa-vias é a rua que os outros pisam."), particularmente sensível se se considerar que este conto, editado pela primeira vez em 1947, foi publicado durante a época natalícia; mas também à resignação e fechamento de horizontes dessa vítima do sistema capitalista, o que quadra bem com o facto de essa primeira publicação ter sido feita nas páginas da revista Seara Nova, onde José Rodrigues Miguéis publicara, no início dos anos trinta, uma série de artigos em que defendia o levantamento das massas populares como motor necessário da transformação social.
Como referenciar: O Limpa-Vias in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-10-18 12:09:11]. Disponível na Internet: