organização formal

O conceito de organização tornou-se uma ideia-chave dos naturalistas e dos biólogos dos finais do século XVIII e durante o século XIX. A existência de um ser depende do seu grau de organização e da harmoniosa interdependência entre os seus diferentes órgãos e funções. O conceito de organização, que funcionaria como um sistema orgânico, está, portanto, ligado à ideia de hierarquia funcional (François Jacob).
A engenharia mecânica desenvolveu, igualmente, a ideia de organização que funcionaria como um sistema mecânico onde as diferentes peças seriam elementos interdependentes associados a um movimento interligado.
A metáfora do organismo como a da máquina está na génese das primeiras análises sociais, tanto da sociedade como das organizações de trabalho. A fábrica tayloriana e fordista foi pensada à maneira do relógio: interligação ordenada e ritmada de tarefas, de operações e de funções. As organizações, enquanto construções sociais e enquadradoras da ação coletiva, são, pois, sistemas técnicos e humanos em permanente interação com o meio envolvente.
Nas sociedades tradicionais, as organizações eram relativamente simples e funcionalmente não muito diferenciadas. A instauração da sociedade industrial levou a um processo de desenvolvimento organizacional, tanto no setor económico, como no político, no administrativo e no cultural, processo orientado pelo princípio de diferenciação e de complexificação. O crescimento das organizações gera um elevado grau de hierarquização, o aumento dos circuitos de comunicação, como o estabelecimento de regras e de mecanismos de controlo. As grandes organizações modernas caracterizam-se, assim, pelo seu formalismo e pela sua superioridade técnica e instrumental (Max Weber). Por outro lado, o excesso de formalismo e de apego às normas e às rotinas pode gerar o hiperconformismo (R. K. Merton) e a ineficácia organizacional. A mudança organizacional e a relação constante da organização com a sociedade são processos característicos das organizações pós-modernas marcadas pela ideia da "desdiferenciação" funcional (Clegg) e do retorno à simplificação e à flexibilização hierárquica.
As mudanças na organização não se podem isolar das mudanças sociais e culturais.
Como referenciar: organização formal in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-23 21:31:06]. Disponível na Internet: