Orlando Costa

Ator português nascido a 24 de dezembro de 1948. Estreou-se como ator profissional em 1969 com a peça Um Chapéu de Palha de Itália, de Labiche, com encenação de Carlos Avillez, no Teatro Experimental de Cascais. Seguiram-se, no teatro, peças como O Misantropo (1973), Pequenos Burgueses (1975), Tambores na Noite (1976), Mãe Coragem e os Seus Filhos (1986) e A Louca de Chaillot, entre muitas outras. Em 1973, foi cofundador do Teatro da Cornucópia.
Para a televisão, interpretou papéis em séries como Zé Gato (1979), de Rogério Ceitil; Mala de Cartão (1986), de Michel Win; Capitão Roby (1999) e A Raia dos Medos (2000); e telenovelas como Desencontros (1994), Todo o Tempo do Mundo (1999), Olhos de Água (2001) e Sonhos Traídos (2002). No cinema, participou em filmes como Jogo de Mão (1982), de Monique Rutler; Amor e Dedinhos de Pé (1993), de Luís Filipe Rocha; Sapatos Pretos (1998), de João Canijo; A Falha (2000), de João Mário Grilo; e Um Tiro no Escuro (2005), de Leonel Vieira, entre outros.
Paralelamente, fez parte do mundo da música, colaborando em 1984 em discos de Júlio Pereira, Fausto e Sérgio Godinho, e através da autoria de canções para vários espetáculos de teatro.
Como referenciar: Orlando Costa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-17 18:16:58]. Disponível na Internet: