Os Homens de Mármore

Drama de atualidade que assinala uma inflexão, na obra de Mendes Leal em particular e na dramaturgia do seu tempo de um modo geral, no sentido da temática contemporânea e da crítica social. Visando expor os vícios engendrados pela "realeza do século", o ouro, o autor apresenta uma galeria de homens como Estêvão de Moura, Simplício Lobo e Diogo Travassos, que ilustram as várias faces da mesma escravidão aos interesses materiais - a cupidez, a cobiça, a ambição, a corrupção, a usura -, acabando castigados pelos seus próprios defeitos.
Como referenciar: Os Homens de Mármore in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 07:57:42]. Disponível na Internet: