Os Infiéis

Misto de narrativa histórica e fantástica, de romance e de poesia, marcada, relativamente às obras anteriores de Fernando Dacosta, por um maior investimento alegórico, visível tanto ao nível de uma macroestrutura que organiza o romance em cinco partes a que correspondem cinco cores simbólicas, até às cinco personagens (Mestre Dias, Galena, Bérrio, Gabriel, o Comandante) que, para fugir a um Portugal subjugado pela Inquisição, se lançam num aventura que os levará para "um espaço fora das leis do tempo", cada um deles reescrevendo, com a sua experiência, perspetivas diversas da História portuguesa e do ser português. Sobre todas elas plana um narrador que constrói melancolicamente, entre sentenças, indagações e pressentimentos, um discurso sobre o sentido do devir histórico português.
Como referenciar: Os Infiéis in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-12 07:48:13]. Disponível na Internet: