Artigos de apoio

Os Sete contra Tebas
Os Sete Contra Tebas é o nome dado a uma expedição contra a cidade de Tebas levada a cabo por sete chefes e os seus seguidores, liderados por Adrasto, Rei de Argos, e Polinices, filho de Édipo e irmão de Etéocles.

Os dois irmãos tinham combinado reinar de forma alternada na cidade de Tebas, mas quando foi a vez de Etéocles entregar o trono ao irmão, recusou-se a fazê-lo. Sentindo-se ameaçado, Polinices fugiu para Argos, onde casou com a filha de Adrasto. Com a sua ajuda e a de mais cinco príncipes, organizou um grande exército para recuperar o trono de Tebas. Para além de Adrasto e Polinices, faziam parte da expedição dos Sete, Tideu de Caldon, Partenopeu de Arcádia, Capaneu e Hipomedonte de Argos e Anfiarau.

Os atacantes, após degolarem um touro em ritual e de molharem no seu sangue as mãos, combinaram um ataque simultâneo aos sete portões de Tebas, que foram defendidos por sete campeões de Tebas. Depois de iniciado o combate, os dois filhos de Édipo, Polinices e Etéocles, mataram-se um ao outro, cumprindo a maldição da família. A batalha terminou com a morte de todos os atacantes, exceto de Adrasto, que fugiu com o seu Exército destroçado para Atenas.

Passados dez anos após o massacre dos cidadãos de Argos, os filhos dos sete guerreiros de Argos, os Epígones, marcharam sobre Tebas para vingar a morte dos seus pais. Tebas foi conquistada e o trono entregue a Tersando, filho de Polinices.

Este é um episódio que faz parte da tragédia da sucessão do trono de Tebas contada por Ésquilo, em que Laio e os seus descendentes Édipo, Etéocles e Polinices eram considerados uma raça maldita, tendo sido amaldiçoados pelos deuses do Olimpo pela sua ambição desmedida pelo poder.
Como referenciar: Os Sete contra Tebas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-07-27 07:43:47]. Disponível na Internet: