Os Suspeitos do Costume

Thriller policial dirigido por Bryan Singer em 1995. Intitulado originalmente The Usual Suspects, este policial tem como ponto de partida a história complexa de cinco ladrões profissionais: o ex-polícia Dean Keaton (Gabriel Byrne), o coxo Roger Verbal Kint (Kevin Spacey), o temperamental Michael McManus (Stephen Baldwin), o seu parceiro Fenster (Benicio del Toro) e o especialista em informática Todd Hockney (Kevin Pollak). Durante uma noite em que são convocados para um interrogatório policial de investigação a um assalto a um camião, planeiam um audacioso golpe que lhes permitirá arrecadar três milhões de dólares em joias e ao mesmo tempo denunciar perto de meia centena de polícias corruptos de Nova Iorque. Partem então para Los Angeles para descobrir as joias, mas são contratados para protagonizar uma operação que corre mal, sendo obrigados por Kobayashi (Pete Postlethwaite) a trabalhar para um poderoso e misterioso gangster, Kaizer Soze, que os utiliza para ocupar um navio e travar um descarregamento de droga num porto. Mais uma vez, os resultados são nefastos, ocorrendo uma enorme explosão no navio da qual sobrevivem apenas Roger Kint e um perturbado marinheiro húngaro, que afirma ter visto a cara do Diabo. Kint é conduzido ao delegado policial Dave Kujan (Chazz Palminteri) e através de uma série de jogos mentais e de informações falsas, consegue provar a sua inocência e esconder a sua verdadeira identidade: Kaizer Soze. Este foi apenas o segundo filme de Bryan Singer, realizado três anos após Public Access (1992), um título que arrecadou o Grande Prémio do Júri no Festival de Sundance. Os Suspeitos do Costume obteve um estrondoso sucesso comercial a nível mundial muito devido ao seu absorvente e original final que ficou nos anais da história do cinema. O argumento, da autoria de Christopher McQuarrie (premiado com um Óscar), procura fugir aos clichés dos policiais dos anos 70 e 80, apostando numa ampla visualidade narrativa alicerçada em elementos ilusórios no desenrolar da ação que desencadeiam na manutenção de uma estrutura narrativa aberta que permite ao espectador questionar-se constantemente sobre a identidade de Kaizer Soze, aqui apresentado numa atmosfera mista de lenda e crueldade num mundo em que até a polícia aparece despojada do seu estatuto de Justiça e heroicidade, cedendo às tentações mundano-materialistas, envolvendo-se numa complexa rede de corrupção. Um dos pontos fortes do filme reside também na qualidade interpretativa dos seus atores, dos quais se destacou Kevin Spacey, aqui galardoado com o Óscar para Melhor Ator Secundário.
Como referenciar: Os Suspeitos do Costume in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-22 01:44:15]. Disponível na Internet: