Ossétia do Norte

A Ossétia do Norte é uma região semiautónoma e uma das mais pequenas da Rússia. Situa-se na zona montanhosa do Cáucaso, onde faz fronteira com a Ossétia do Sul. Tem cerca de 700 000 habitantes, a maior parte dos quais russos e ossetas étnicos. A sua capital é Vladikavkaz e o seu presidente é Taymuraz Mamsurov.
A influência da Rússia na região aumentou no século XVIII, com a instalação de uma base militar em Vladikavkaz. Em 1936, a Ossétia do Norte tornou-se, verdadeiramente, numa república soviética autónoma. Historicamente, a Ossétia do Norte é leal a Moscovo, mas ainda assim existem conflitos entre ambas.
Esta região tem sido vítima de diversos conflitos que atormentam os territórios vizinhos no Cáucaso Norte. Em 1999, um ataque bombista ao mercado central da capital, Vladikavkaz, matou 60 pessoas. Este ataque foi atribuído a extremistas islâmicos e depois disso, alvos russos colocados na Ossétia do Norte foram atacados diversas vezes, causando várias mortes. A Ossétia do Norte também se envolveu num conflito sangrento com a sua vizinha oriental, a República de Ingushetia, logo após a queda da União Soviética. Mesmo junto à fronteira da Ossétia do Norte com a Geórgia, os separatistas da Ossétia do Sul envolveram-se em vários conflitos com as tropas georgianas devido ao estatuto do seu território. Após a queda da União Soviética e após a declaração da independência da Ossétia do Sul, milhares de ossetas do Sul atravessaram a fronteira e fugiram para a Ossétia do Norte, para escaparem à violência que se seguiu àqueles acontecimentos.
A região voltou ao centro da polémica em setembro de 2004, quando homens armados tomaram de assalto uma escola na cidade de Beslan e fizeram centenas de pessoas de reféns. O sequestro terminou com a intervenção das tropas especiais russas e o desfecho foi trágico: morreram 330 pessoas, sendo mais de metade crianças.
A Ossétia do Norte é muito rica em recursos naturais e tem reservas de gás e de petróleo ainda por explorar. É a república mais urbanizada e mais industrializada do Cáucaso Norte, tendo também muito potencial turístico (em 2003 foi anunciada a construção de uma estância de esqui). Tem uma área de 8000 quilómetros quadrados, a moeda usada é o rublo e as línguas faladas são o russo e o osseto.
Como referenciar: Porto Editora – Ossétia do Norte na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-18 12:55:10]. Disponível em