Ovídio

Poeta latino, Publius Ovidius Naso nasceu em 43 a. C. em Sulmona. Aos vinte anos era já célebre pela sua abundante produção poética. Muito estimado por Augusto, é súbita e surpreendentemente, em 9 d. C., exilado para Tormes, no Ponto Euxino, onde morreu em 17 ou 18 d. C.
As causas deste exílio continuam obscuras. Ovídio, poeta de salão e da corte, começou por compor obras ligeiras.
Na fase da maturidade compôs Metamorfoses e Fastos, espécie de calendário em verso.
Durante o exílio escreveu Tristes e Pônticas, elegias em que descreve a dor da ausência de Roma.
Como referenciar: Ovídio in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-20 10:38:57]. Disponível na Internet: