parafuso de Arquimedes

O parafuso de Arquimedes, como o próprio nome indica, foi inventado em 236 a. C. pelo matemático grego Arquimedes, que nasceu em Siracusa na Sicília em 287 a. C.
O parafuso de Arquimedes é um dos instrumentos mais antigos ainda atualmente utilizado. É um dispositivo usado com o objetivo de elevar ou bombar água para irrigação e drenagem.
Este dispositivo é constituído por um cilindro, em que no seu centro se encontra um varão ao qual está associado uma espiral. Inicialmente estes três elementos eram de madeira. Para o seu funcionamento coloca-se a ponta do cilindro dentro de água e através do movimento rotacional do mesmo a água que se encontra a um nível inferior é transportada para um nível superior.
A geometria do parafuso de Arquimedes tem em conta certos parâmetros externos tais como o raio externo, o comprimento e a inclinação e certos parâmetros internos como o raio interno, o número de voltas e o passo da espiral.
Os parâmetros externos são usualmente determinados pela localização do parafuso e pela quantidade de água que vai ser elevada.Os parâmetros internos podem ser escolhidos de modo a otimizar o desempenho do parafuso.
Como referenciar: parafuso de Arquimedes in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-05-25 15:54:18]. Disponível na Internet: