Paulino de Oliveira

Escritor e poeta português, nasceu em 1864, em Setúbal, e morreu em 1914, em São Paulo, no Brasil, país onde se exilou após a revolta de 31 de janeiro de 1891 (tentativa de implantar a República em Portugal).
Paulino de Oliveira, quando ainda morava em Setúbal, foi jornalista em publicações republicanas. Já no Brasil, dedicou-se à poesia e à literatura infanto-juvenil, neste último caso em parceria com a mulher, a escritora Ana de Castro Osório. Nos seus primeiros anos de escritor usou o pseudónimo Anúplio de Oliveira.
Ainda no Brasil, Paulino de Oliveira foi cônsul de Portugal em São Paulo, entre 1911 e 1914.
Como referenciar: Paulino de Oliveira in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-25 16:30:28]. Disponível na Internet: