Paulo Pedroso

Político e governante português nascido a 28 de maio de 1965, em Aveiro. Muito cedo, aos 14 anos, Paulo Pedroso filiou-se no Partido Socialista (PS) de Aveiro e quatro anos depois já fazia parte da Comissão Nacional do partido. Licenciou-se em Sociologia, no ISCTE, e, em 1995, estava ainda na fase final do doutoramento, foi chamado por Ferro Rodrigues para ser seu adjunto, na altura em que este tomou posse como Ministro da Solidariedade do governo socialista liderado por António Guterres. Nas suas novas funções como adjunto do ministro foi o responsável pelo projeto Rendimento Mínimo Garantido.
Em 1997, Paulo Pedroso foi nomeado Secretário de Estado do Emprego e da Formação. Dois anos depois, no segundo mandato de António Guterres, ficou com o cargo de Secretário de Estado do Trabalho e Solidariedade Social. Com as remodelações governamentais em 2000, Paulo Pedroso ascende a ministro e fica responsável pelo Ministério do Trabalho e Solidariedade Social, até então nas mãos de Ferro Rodrigues. Passou a ser, com 36 anos, o mais jovem ministro do governo de Guterres. Só esteve em funções até abril de 2002 porque, entretanto, houve eleições legislativas antecipadas que foram ganhas pelo Partido Social Democrata.
Paulo Pedroso tornou-se porta-voz do PS, deputado na Assembleia da República e membro da direção parlamentar. Afastou-se da vida política em 2003.
Como referenciar: Porto Editora – Paulo Pedroso na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-08 19:56:50]. Disponível em