Pedro Paixão

Escritor, professor universitário e fotógrafo português, Pedro Paixão nasceu em 1956, em Lisboa. Filho de um engenheiro agrónomo e de uma farmacêutica, mantém ao longo da sua vida adulta uma atividade multifacetada.
Amante das matemáticas, chegou a matricular-se no Instituto Superior de Economia, onde, em 1974, concluiu o 2.º ano.
Não se sentindo satisfeito com esta escolha académica, embora tivesse sido sempre muito bom aluno, optou pela área das ciências filosóficas. Professor universitário na Universidade Nova de Lisboa, licenciou-se em Filosofia pela Universidade de Lovaina, na Bélgica, onde fez, com distinção, a tese de doutoramento sobre "o conceito de alma". Homem sempre insatisfeito, abraça várias atividades ao mesmo tempo: professor, sócio de uma agência de publicidade e fotógrafo.
A sua ligação à agência de publicidade "A Massa Cinzenta", que fundou com Miguel Esteves Cardoso e da qual é sócio juntamente com Duarte Rocha e José Fialho, explica-a o autor como resultado da influência da tradição comercial familiar.
Em 1992, publica o seu primeiro livro A Noiva Judia que escreve para satisfazer a sua mãe que admirava muito o mundo da escrita.
Editado este primeiro título, muitos outros, quase com uma periodicidade anual, saíram, obtendo, no mercado editorial, uma receção indiscutível no que concerne ao número de vendas.
De entre os títulos publicados, destaca-se Nos Teus Braços Morreríamos, livro composto por 40 histórias, contadas como flash, e que coloca o leitor perante uma narração em catadupa, como o reflexo de um autor que escreve ao ritmo de uma respiração intensa e desordenada.
Caracterizado por uma escrita mordaz, de frases curtas e incisivas, Pedro Paixão obtém grande acolhimento junto da juventude.
Como referenciar: Pedro Paixão in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-11 19:47:05]. Disponível na Internet: