Peggy Ashcroft

Atriz britânica, Peggy Ashcroft nasceu a 22 de dezembro de 1907, em Croydon, e faleceu a 14 de junho de 1991, em Londres. Estudou representação na Central School de Londres e estreou-se no palco em 1926 na peça Dear Brutus. Três anos depois, fez furor com a sua interpretação de Desdémona na peça Otelo, de Shakespeare. Em 1933, foi a vez de se estrear no cinema no filme The Wandering Jew e, quatro anos depois, pisou pela primeira vez o palco da Broadway na peça High Tor. Foram poucos os seus papéis no cinema; os mais marcantes, porém, foram o de uma mulher emocionalmente reprimida no clássico do mestre do suspense, Alfred Hitchcock, The Thirty Nine Steps (Os 39 Degraus, 1935), e o de The Nun's Story (A História de Uma Freira, 1959), um drama protagonizado por Audrey Hepburn.
Aos 77 anos, recebeu o Óscar de Melhor Atriz Secundária e o Globo de Ouro da mesma categoria pelo seu papel de Mrs. Moore em A Passage to India (Passagem Para a Índia, 1984), de David Lean, uma adaptação do romance de E.M. Forster. Pela mesma altura, fez sucesso na minissérie televisiva The Jewel in the Crown (A Joia da Coroa, 1984-1985). Em 1990, atuou pela última vez, encarnando magnificamente uma residente de uma instituição mental no telefilme She's Been Away.
Como referenciar: Peggy Ashcroft in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-17 05:27:56]. Disponível na Internet: