peptidases

As peptidases são uma classe de enzimas, intervenientes nos processos digestivos, que têm como substracto de atuação os peptídeos, decompondo-os em moléculas mais simples, de menor tamanho.
As peptidases atuam sobre os oligopeptídeos presentes nos alimentos e sobre os peptídeos formados pela decomposição enzimática das proteínas, a qual se inicia apenas no estômago, através da ação da pepsina, uma protéase capaz de atuar em meio ácido.
Os produtos resultantes da digestão proteica e peptídica no estômago passam ao intestino delgado, onde se podem encontrar diversas peptidases pancreáticas (tripsina, quimiotripsina, carboxipolipeptidases A e B e elastase) e intestinais, que continuam os processos digestivos Dentro do grupo das peptidases pancreáticas distinguem-se as endopeptidases (tripsina, quimiotripsina e elastase) e as exopeptidases (carboxipolipeptidases A e B, que atuam sobre as ligações terminais que envolvem aminoácidos com o grupo carboxilo livre).
Os péptidos de pequenas dimensões (oligopéptidos), resultantes da hidrólise das enzimas pancreáticas, vão, em seguida, estar sujeitos à ação das enzimas intestinais: as aminopeptidases, que agem nas ligações peptídicas terminais onde existem aminoácidos com o grupo amina livre e as dipeptidases. Estas enzimas são diferentes, conforme se encontrem na bordadura em escova ou no citoplasma das células epiteliais. Os dipéptidos são hidrolisados, essencialmente, pelas enzimas citoplasmáticas; os tetrapéptidos e outros péptidos de maior peso molecular são fragmentados pelas enzimas existentes na bordadura em escova; os tripéptidos sofrem a ação dos dois grupos de enzimas.
Os produtos da digestão proteica, no lúmen intestinal, consistem, assim, em aminoácidos livres, dipéptidos, tripéptidos e outros pequenos péptidos.
Os aminoácidos são absorvidos por transporte ativo à medida que são formados. Existem essencialmente quatro mecanismos básicos, sendo um para o transporte de aminoácidos neutros, outro para o transporte de aminoácidos básicos, um terceiro destina-se aos aminoácidos ácidos, havendo um destinado aos aminoácidos prolina e hidroxiprolina.
Os dipéptidos e tripéptidos são transportados ativamente para o interior das células epiteliais, enquanto os péptidos de maiores dimensões têm de ser hidrolisados ao nível da bordadura em escova, para serem depois absorvidos por transporte mediado.
Há uma rápida absorção dos aminoácidos na porção proximal do intestino delgado, sendo os péptidos bem absorvidos nos segmentos proximal e distal do mesmo. Existe ainda uma pequena quantidade de proteínas nativas que são absorvidas através de um processo de pinacitose.

Como referenciar: peptidases in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-03-18 20:22:25]. Disponível na Internet: