Peter Gabriel

Cantor, compositor e produtor inglês, Peter Brian Gabriel nasceu a 13 de fevereiro de 1950, em Woking, Surrey. De 1966 a 1974, foi o vocalista dos Genesis e, com o seu estilo animado e teatral, afirmou-se como um dos mais carismáticos artistas da época do rock progressivo.
Depois, enveredou por uma carreira a solo, caracterizada por um pop experimental, para surpresa de muitos, pois representava uma rutura com tudo aquilo que tinha feito até à data nos Genesis.
A sua estreia a solo acontece em 1977, com o primeiro de uma série de três álbuns homónimos. As letras das suas músicas mostravam uma maior orientação para a realidade, por vezes em tons apocalípticos, afastando-se dos temas da era Genesis. Com o quarto álbum, Security (1982), Gabriel ascende ao topo da cena musical e revela-se um excelente produtor de vídeos. Em 1983, edita um álbum duplo ao vivo, Plays Live, que funciona como uma obra retrospetiva, libertando o artista para outros estilos musicais.
So (1986) e Us (1992), os álbuns que se seguiram, venderam milhões de cópias e tiveram uma atenção especial por parte do canal MTV, pois os vídeos de Gabriel eram considerados uma referência no género. Para sempre ficam temas como «Sledgehammer», «Big Time», «Mercy Street» e «In Your Eyes».
Peter Gabriel compôs várias bandas sonoras, das quais se destaca a de The Last Temptation of Christ, do realizador Martin Scorsese, com a qual ganhou um Grammy em 1989.
Demonstrando um grande desenvolvimento artístico, álbum após álbum, Gabriel tirou partido da relevância cada vez maior dos vídeos musicais, sem esquecer que todas as músicas pop precisam de um tom melódico diferente.
Peter Gabriel também é conhecido por participar ativamente nos movimentos de defesa dos direitos humanos e ambientais.
Editado em 2000, pensado como projeto visual para o Millenium Dome, em Londres, OVO foi um trabalho sobre as relações raciais, as preocupações ambientais e a família. Regista-se a colaboração de Elizabeth Fraser, Neneh Cherry, Richie Havens, The Black Dyke Mills Band, The Electra Strings, Paul Buchanan, Adzido, os bateristas da Dhol Foundations e Iarla Ó Lionáird. O disco não resultou muito consistente porque a música nele presente acompanhou um espetáculo visual.
Um novo álbum de estúdio surgiu em 2002. 10 anos após a última edição, o disco Up, apresentado pelo single "The Barry Williams Show", satiriza a generelização dos reality-shows. O ano seguinte foi particularmente ativo e deu lugar em várias edições de espetáculos ao vivo. No final do ano, chegou às lojas Hit (2003). O duplo álbum registava 29 faixas, do melhor material que Peter Gabriel gravou a solo.
Como referenciar: Peter Gabriel in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 05:36:55]. Disponível na Internet: