Peter Jackson

Realizador neo-zelandês nascido a 31 de outubro de 1961, em Pukerua Bay, North Island. Começou o seu percurso cinematográfico com uma câmara de 8 mm oferecida pelos seus pais, com a qual filmava pequenos filmes caseiros, onde fabricava ele próprio os efeitos visuais. Os seus primeiros filmes foram feitos mediante parcos recursos: The Valley (1976) e Bad Taste (1987), uma comédia de terror feita com um orçamento de 500 dólares sobre um grupo de extraterrestres que se tornam empresários de fast food de carne humana. O filme chegou a merecer honras de exibição no Festival de Cannes e foi um fenómeno de culto devido ao seu acutilante sentido de humor e efeitos especiais amadores. Seguiu-se o filme de terror de marionetas Meet the Feebles (Feebles, Os Terríveis, 1989) e o fenómeno gore Braindead (Morte Cerebral, 1992), vencedor da edição do Fantasporto em 1994. Jackson viria a filmar ainda Heavenly Creatures (Amizade Sem Limites, 1994) e Forgotten Silver (1995), filmes que motivaram um convite por parte de Robert Zemeckis para filmar em Hollywood. O resultado foi uma comédia sangrenta protagonizada por Michael J. Fox: The Frighteners (Agarrem-me Esses Fantasmas, 1996) cujos resultados comerciais foram muito humildes. Contudo, tal não impediu que Jackson viesse a ser escolhido para dirigir a trilogia The Lord of the Rings (O Senhor dos Anéis, 2001-2003). Enorme sucesso comercial, a trilogia baseada na obra literária de J.R.R. Tolkien foi uma aposta pessoal de Jackson - fã dos livros - e catapultou-o em definitivo para a fama. Em 2004, foi galardoado com o Óscar para Melhor Realizador por Lord of the Rings: the Return of the King (O Senhor dos Anéis: o Regresso do Rei , 2003), filme que recebeu, ao todo, 11 Óscares, inclusive o de Melhor Filme, e em 2005 arrebatou o público com o remake de King Kong, um dos filmes mais míticos da história do cinema, que foi galardoado com três Óscares: Melhores Efeitos Especiais, Melhor Som e Melhor Mistura de Som.
Como referenciar: Peter Jackson in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-25 01:15:32]. Disponível na Internet: