Petter Solberg

Piloto de ralis, nasceu a 18 de novembro de 1974, em Askim, na Noruega, tendo chegado a campeão mundial da especialidade em 2003.
Com apenas oito anos, começou a conduzir carros nos terrenos circundantes à quinta onde vivia, perto de Oslo. Os pais participavam em provas de rallycross e tanto Peter como o seu irmão começaram a experimentar estes carros. Entretanto, como ainda era muito novo para competir, entretinha-se com corridas de carros telecomandados, tendo sido campeão norueguês desta modalidade, com treze anos.
Em finais de 1992, no dia imediatamente a seguir a tirar a carta de condução, estreou-se em competição ao participar numa prova do campeonato norueguês de autocross.
No ano seguinte, voltou a competir e ganhou a segunda corrida da sua carreira. Entretanto, evoluiu do autocross para o rallycross e, depois, para as provas de rampas (subidas cronometradas de montes), utilizando um Ford Escort oferecido pelo irmão.
A partir de 1995, Solberg começou a competir com um Volvo 240 que comprou ao irmão e, nesse ano e no seguinte, tornou-se campeão norueguês de rallycross e rampas. Entretanto, ainda em 1996, no mês de setembro, estreou-se em ralis, desta vez com um Toyota Celica emprestado pelo irmão, com o qual viria a sofrer um despiste, deixando o carro bastante danificado.
No ano seguinte, comprou um outro Celica, com o qual voltou a vencer o campeonato nacional de rampas, tendo ainda ficado em quinto no nacional de ralis.
Em 1997, ao volante de um Celica, venceu o campeonato norueguês de ralis e estreou-se no mundial da especialidade, tendo ficado em 14.º no Rali da Suécia.
A Ford apostou no talento de Solberg e contratou-o para competir no Mundial de Ralis de 1998 ao volante de um Escort. Em cima da hora, o piloto norueguês teve de substituir o companheiro de equipa Thomas Radström no Rali Safari, no Quénia. Apesar de não estar preparado para uma das provas mais exigentes do mundial, acabou por terminar no quinto lugar. No ano seguinte, manteve-se na Ford até meio da temporada, mudando então para a Subaru. Em 2001 conseguiu pela primeira vez um lugar no pódio ao ficar no segundo posto no Rali da Acrópole, na Grécia, com um modelo Impreza.
Em 2002 foi vice-campeão do mundo depois de ter alcançado, na última prova do campeonato, o Rali da Grã-Bretanha, a sua primeira vitória na categoria.
Finalmente, em 2003, Petter Solberg, mantendo-se ao volante de um Subaru Impreza, sagrou-se campeão do mundo de ralis. Nos dois anos seguintes foi de novo vice-campeão mundial, sempre em representação da Subaru.
Como referenciar: Porto Editora – Petter Solberg na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-04 23:53:03]. Disponível em