Píndaro

O mais ilustre dos poetas líricos gregos, nasceu em 522 a. C., perto de Tebas, e morreu em 441 a. C.
Teve, de bem cedo, uma instrução musical e poética. Aos vinte anos era já autor de uma ode triunfal (pítica), e em todo o mundo grego, reis e cidades competiam para ser por ele celebrados nos seus versos.
As obras de Píndaro chegadas até nós são exclusivamente Epinícias e OdesTriunfais. As Odes triunfais, cerca de 40 (à volta de 8000 versos), são catalogadas normalmente em quatro categorias, de acordo com os jogos a que se reportavam: Olímpicas, Píticas, Nemeias e Ístmicas.
As odes pindáricas são constituídas por três elementos cuja ordem e proporção podem variar: o elogio do vencedor, um episódio mítico e conselhos morais.
A poesia de Píndaro caracteriza-se pela grande elevação moral e pelo arrebatamento lírico, através de um sentimento de orgulho e ousadia de estilo.
Como referenciar: Píndaro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 11:35:17]. Disponível na Internet: