pressão arterial

O coração, ao contrair-se, atua como uma bomba que impele o sangue, formando a corrente sanguínea. Esta desloca-se sob pressão nas artérias, veias e capilares, oscilando para cima e para baixo consoante os batimentos do coração. A pressão média do sangue que circula para os tecidos durante o ciclo cardíaco é considerada pressão arterial.
Um fluído impelido por uma bomba através de um circuito de canais fechado atua sobre pressão e, quanto mais próximo o fluído está da bomba, maior é a pressão a que está submetido.
A dinâmica da corrente sanguínea nas artérias, veias e capilares não é exceção, e o sangue percorre os vasos sanguíneos em função de um gradiente de pressão, deslocando-se sempre das áreas de maior pressão para as de menor pressão. São essencialmente as contrações do coração que originam a corrente sanguínea. A pressão resulta da resistência oposta à circulação sanguínea.
Quando o ventrículo esquerdo se contrai e expele o sangue para a artéria aorta transmite energia cinética ao sangue. Este força as paredes elásticas da aorta e provoca pressão aórtica que atinge o seu ponto máximo. Esta pressão denominada pressão arterial sistólica, nos adultos saudáveis, é de cerca de 120 mm Hg. O sangue desloca-se através das artérias porque a pressão na aorta é mais alta do que nos vasos mais distantes.
Durante a diástole, o fecho da válvula aórtica semi-lunar evita que o sangue reflua para o coração. As paredes da aorta e de outras artérias contraiem-se, mantendo uma pressão contínua num menor volume de sangue. Consequentemente o sangue continua a deslocar-se no interior dos vasos mais pequenos. Durante este período, a pressão aórtica diminui para o seu nível mais baixo, aproximadamente 70-80 mm de Hg, em adultos saudáveis, denominando-se pressão diastólica.
As artérias com as suas paredes elásticas atuam como bombas auxilares que operam durante a diástole, quando o coração relaxa, para fornecer ao sistema vascular o volume de sangue armazenado no coração durante a sístole.
Como a pressão oscila para cima e para baixo com cada batimento do coração, a pressão considerada como pressão arterial é a pressão média do sangue que circula para os tecidos durante o ciclo cardíaco.
A pressão sistémica é mais alta na aorta e declina à medida que percorre os vasos sanguíneos para atingir praticamente o valor zero na aurícula direita.
Como referenciar: pressão arterial in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-03-03 21:00:07]. Disponível na Internet: