processo de Fischer-Tropsch

O processo de Fischer-Tropsch foi inventado em 1925 pelo químico alemão Franz Fischer e pelo químico checoslovaco Hans Tropsch (1889-1935).
Este processo consiste num método industrial para produzir hidrocarbonetos combustíveis com base em monóxido de carbono e hidrogénio. O processo foi usado pela Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial, para produzir combustível para motores.
O método baseia-se na obtenção, a partir do carvão de coque e de vapor de água, de uma mistura de gases (gases de água), contendo monóxido de carbono e hidrogénio, que sob a influência de catalisadores de níquel ou cobalto a pressão levemente elevada e a uma temperatura de cerca de 200 ºC se transformam em hidrocarbonetos líquidos.
Através de modificações no método, podem obter-se hidrocarbonetos de baixo ou elevado peso molecular que se utilizam como carburantes de motores e para o fabrico de ácidos gordos sintéticos.
Como referenciar: Porto Editora – processo de Fischer-Tropsch na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-06-14 03:25:58]. Disponível em