Procionídeos

Família de mamíferos, da ordem dos carnívoros, que é constituída por 18 espécies, de que são exemplo o mapache ou urso-lavador (Procyon lotor) dos bosques norte-americanos, os pandas-gigantes 1 (Ailoropoda melanoleuca) e o panda-pequeno (Ailurus fulgens) que vivem nos bosques de bambus de uma área geográfica relativamente pequena que se estende pelas províncias de Szechwan, Sikang, Shensi e Kansu na China e pela província de Chingai, na meseta tibetana, os coatis (Narua narica), os quirincaju ou potos (Poto flavus) da América Central.
Os mapaches ou ursos-lavadores devem este último nome ao facto de mergulharem os alimentos na água, como se os estivessem a lavar, antes de os comer. O corpo do mapache é maciço e de pescoço curto, com um comprimento total compreendido entre os 90 e 115 centímetros e o peso pode atingir os quinze quilos. A coloração é em geral parda com uma característica cor escura em torno dos olhos. A cauda apresenta alternadamente anéis de pelagem parda e negra. A ponta da cauda é sempre negra. A alimentação é omnívora. E a ninhada, após uma gestação de 60 a 70 dias, é de 2 a 7 crias.
Os pandas-gigantes vivem solitários todo o ano exceto na estação reprodutora. A gestação é de cerca de 140 dias, dos quais nasce uma cria. Têm um aspeto de urso com a cabeça larga.
Têm pelo longo e espesso, de fundo branco, com as patas negras, que nas patas anteriores se prolonga até ao garrote. Orelhas negras e manchas negras em torno dos olhos. O comprimento do tronco e cabeça pode variar entre os 120 e 150 centímetros e a cauda tem cerca de 13 centímetros. Alimentação herbívora especializada (folhas, caules e rebentos de bambu).
O panda-pequeno habita os maciços de bambu entre os 2100 e 3600 metros e os bosques de rododendros. Também é conhecido com o nome de urso-gato. Tem o corpo de felídeo e a cabeça de urso, arredondada e com orelhas pontiagudas. A zona superior é castanha ou avermelhada, mas escura ao longo da zona da coluna vertebral. Cauda pouco anelada e manchas escuras em torno dos olhos sendo o resto da face e as orelhas brancas.
O comprimento da cabeça e tronco oscila entre os 51 e 64 centímetros e o comprimento da cauda pode variar entre os 20 e 50 centímetros. A alimentação é fundamentalmente à base de vegetais podendo também comer pequenos animais (mamíferos, pássaros e principalmente insetos).
Em estado selvagem vivem em casais ou grupos familiares. Na primavera, depois de uma gestação de 90 a 150 dias, as fêmeas dão à luz uma ou duas crias.
Os coatis fazem uma vida mais diurna que noturna. Os machos adultos, maiores que as fêmeas, são solitários juntando-se ao grupo na época de reprodução. O corpo é longo podendo o seu comprimento variar entre os 85 e 128 centímetros, dos quais 42 a 64 centímetros podem ser de cauda. O peso não ultrapassa os 5 quilogramas.
O focinho é afilado e a cor geral cinzenta ou castanha. As garras dos membros anteriores são maiores que as dos membros posteriores e as orelhas são curtas e arredondadas. A face apresenta uma máscara escura sobre a qual se notam manchas brancas. A alimentação é omnívora. A gestação é de 75 a 80 dias e podem nascer 3 a 6 crias.
O poto ou quincaju é outro procionídeo, característico pela sua cauda preênsil, quase exclusiva entre os carnívoros. É frequentemente confundido com os macacos. Tem hábitos quase exclusivamente noturnos. Tem um comprimento total que oscila entre os 88 e 105 centímetros, dos quais 45 a 55 centímetros podem corresponder à cauda. A face é achatada e os olhos grandes e redondos. A pelagem tem cor geralmente acinzentada ou creme. As patas são proporcionalmente curtas e as orelhas pequenas, peludas e arredondadas.
Nota:1 Há autores que consideram o panda-gigante como um urso altamente especializado pelo que deveria ser incluído na família dos Ursídeos, ou criar-se uma família específica.
Como referenciar: Procionídeos in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-05-11 21:49:21]. Disponível na Internet: