proselitismo

Termo com origem grega, passou para a língua latina com a forma proselytus. Esta última foi sobretudo empregue no latim da Igreja Católica, utilizando-se para a designação de um converso, enquanto que o termo grego se aplicava aos que chegavam de fora, alguém novo que se estabelecia num local.
Acabou por designar-se de proselitismo o fervor de adeptos de qualquer religião ou outras causas. Este conceito perpassa todo o catolicismo desde a sua génese, baseado na missionação levada a cabo pelos discípulos e que visava espalhar a verdadeira doutrina e cativar novos adeptos. Esta vertente evangélica levou à criação de uma série de conflitos ao longo dos tempos, com especial ênfase no século XX por opor hábitos de pregação ativa próprios das Testemunhas de Jeová, por exemplo, ao direito que muitas pessoas reivindicaram de não serem obrigadas a ouvir o que os pregadores tinham a dizer. Esta situação agravava-se quando alguns dos evangelizadores, de qualquer vertente, se excediam e tendiam a coagir os ouvintes à conversão.
Como referenciar: proselitismo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-09 03:16:43]. Disponível na Internet: