protocooperação

Denomina-se protococooperação a associação de seres vivos que beneficia os dois participantes mas não é obrigatória. Um exemplo de protocooperação é a associação que ocorre entre uma alga e um fungo para formar um líquen. O fungo utiliza algum do alimento produzido pela alga enquanto a alga aproveita um habitat com água e sais minerais absorvidos pelo fungo. Os dois indivíduos beneficiam com esta cooperação, mas ambos podem viver, com sucesso, individualmente.
Outro exemplo de protocooperação ocorre entre determinadas aves e mamíferos. É o caso das aves conhecidas vulgarmente por "carraceiras", que se associam com rinocerontes ou gado bovino. As aves removem os parasitas dos mamíferos, beneficiando desses alimentos e ficando protegidas dos predadores. As aves, por vezes, também alertam para a aproximação de intrusos. Contudo a associação é facultativa pois qualquer dos animais consegue sobreviver por si próprio.
Como referenciar: Porto Editora – protocooperação na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-23 21:05:24]. Disponível em