PSV Eindhoven

O clube de futebol holandês Philips Sport Verening Eindhoven foi fundado a 31 de agosto de 1913 por um grupo de operários da fábrica Philips, precisamente sedeada em Eindhoven. A formação do clube foi uma forma de comemorar o centésimo aniversário da independência da Holanda.
Em 1914 o clube filiou-se na federação holandesa e, poucos anos depois, já militava na I Divisão nacional. Em 1928/29, o PSV Eindhoven, designação pela qual ficou conhecido, conquistou o seu primeiro título holandês.
Sofrendo forte concorrência interna do Ajax de Amesterdão, o PSV mesmo assim foi conquistando alguns títulos e prestígio, que o levaram a ser convidado a participar na primeira edição da Taça dos Campeões Europeus, em 1955. Nessa altura, brilhava na equipa o goleador Coen Dillen.
Na década de 70, o PSV de Eindhoven viveu um período de grandes conquistas tendo ganho por três vezes o campeonato holandês: 1975, 1976 e 1978. Dentro da equipa, treinada por Kees Rijvers, destacavam-se os gémeos Willy e René van de Kerkhof. O ano de 1978 ficou também marcado pela vitória na Taça UEFA, importante prova europeia de clubes, após derrotar na final o Bastia, de França, por 3-0.
Na década de 80, a multinacional Philips investiu fortemente no clube e foi construída uma equipa que dominou o futebol holandês e mostrou talento na Europa. O treinador era Guus Hiddink. O PSV ganhou quatro campeonatos consecutivos, entre 1986 e 1989, mas acima de tudo em 1987/88 conquistou a prestigiada Taça dos Campeões Europeus. Na final, em maio desse ano, bateu o Benfica no desempate por grandes penalidades. Entre os elementos da equipa destacavam-se Ronald Koeman, Gerets, Vanenburg e o guarda-redes Van Breukelen, assim como Gullit, que saíra em 1987 para jogar no AC Milão, de Itália.
Em 1988 chegou ao clube o brasileiro Romário que em cinco épocas marcou 174 golos. Até 1993 conquistou três campeonatos holandeses e duas taças da Holanda.
Outro brasileiro que fez furor no PSV foi Ronaldo, chegado à Holanda com apenas 17 anos em 1994. Tal como Romário, viria ser vendido ao Barcelona, de Espanha.
Candidato crónico à vitória no campeonato holandês, o PSV Eindhoven formou ainda na década de 90 jogadores como Jaap Stam e Van Nistelrooy (ambos vendidos ao Manchester United, de Inglaterra) e Cocu e Zenden (transferidos para o Barcelona).
Na mesma década, o PSV Eindhoven conquistou o campeonato holandês em três ocasiões (90/91, 91/92 e 96/97), seguindo-se triunfos nas ligas de 1999/2000, 2000/01 e 2002/03.
Como referenciar: Porto Editora – PSV Eindhoven na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-21 14:42:21]. Disponível em