Quatro Grandes Figuras Literárias

Volume póstumo de Ramalho Ortigão que reúne estudos críticos anteriormente publicados, consagrados a Camões, Garrett, Camilo e Eça de Queirós.
O primeiro texto, "Camões", é um grande estudo comparativo do contexto histórico, social e cultural dos vários países europeus na época de Camões, dada a convicção do autor de que Os Lusíadas constituem não apenas "o poema da nacionalidade portuguesa" mas igualmente "a cristalização artística do grande espírito universal do seu tempo". Seguem-se um ensaio sobre a vida e obra de Camões e ainda o estudo "Luís de Camões, a Renascença e os Lusíadas", inicialmente publicado como prefácio a uma edição de Os Lusíadas de 1880, promovida pelo Gabinete Português de Leitura do Rio.
O estudo intitulado "Garrett" retoma um discurso de 1900 proferido pelo autor enquanto representante do Ateneu Comercial do Porto, pedindo a trasladação dos restos mortais do escritor para os Jerónimos.O estudo "Camilo Castelo Branco", inicialmente publicado como prefácio à edição monumental do Amor de Perdição, analisa a obra do escritor enquanto "puro e fiel reflexo" do ambiente da cidade do Porto.
Finalmente, "Eça de Queirós e a sua obra" retoma o discurso proferido por Ramalho aquando da inauguração do monumento consagrado ao autor de O Primo Basílio em Lisboa.
Como referenciar: Quatro Grandes Figuras Literárias in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-21 15:00:31]. Disponível na Internet: