queijos holandeses

A Holanda é o país que mais queijo exporta no mundo. O solo holandês é propício à criação de gado e, naturalmente, a produção de queijo tornou-se uma atividade importante que remonta, no norte do país, a 1600 a. C. Em Fiesland, também no norte da Holanda, foram encontrados potes e vasilhas que indicam que naquela época já havia produção de queijo. Mais tarde, na Idade Média, já havia uma grande rede de comércio deste produto espalhada por todo o país. Em finais do século XIX, houve uma grande revolução no método de produção de queijo, até aí essencialmente caseira. Passou a ser produzido em fábricas, com muito melhores condições. A primeira, chamada Nova Vida, abriu em 1883 e no princípio do século XX já havia um pouco mais de cem a laborar. Hoje em dia, cerca de 98 por cento do queijo produzido na Holanda é produzido em fábricas.
Os queijos mais famosos da Holanda são o Edam, o Gouda e o Leyden.
O Edam é um queijo de pasta prensada, meio dura ou dura, feito de leite de vaca, que tem forma de bola, envolvida por uma película vermelha. É feito com leite desnatado ou semi-desnatado e deve ser consumido pouco depois de produzido, quando a sua textura ainda é elástica e flexível e o seu sabor é suave, adocicado e com sabor a nozes. Quando coberto por uma película preta significa que já passou por um período de maturação de pelo menos dezassete semanas. O queijo Gouda, tido por um dos melhores do mundo, representa cerca de 60 por cento da produção queijeira holandesa. É produzido em Gouda, uma localidade nos arredores de Roterdão, da qual ganhou o nome. O Gouda é um queijo duro, protegido por uma ligeira cobertura amarela, que tem um sabor adocicado e de fruta. Contudo, com o passar do tempo o seu sabor intensifica-se. Um queijo Gouda com mais de 18 meses de maturação tem uma cobertura preta, enquanto o seu interior é amarelo vivo. Tanto pode ser servido como queijo de mesa ou como sobremesa e deve ser acompanhado de frutas e vinho. Por norma, é comercializado em forma de roda, mas também existe em quadrado.
Finalmente, o Leyden, também conhecido por Komijnekaas, é um queijo tradicional, de pasta dura, feito de leite de vaca. Tem forma oval e uma casca polida, com base em colorau, ou protegida por plástico vermelho. À pasta interior é também adicionado colorau e cominhos antes de ser prensado e salgado. Os cominhos dão-lhe um sabor que contrasta com o sabor a nata e a nozes do queijo.
O queijo Leyden, que surgiu numa cidade holandesa com o mesmo nome, é curado em caves ou salas de maturação.
Como referenciar: queijos holandeses in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 17:23:32]. Disponível na Internet: