Quioto

Cidade japonesa localizada na ilha de Honshu, próxima de Osaca. Neste antigo centro religioso e cultural existem mais de 20 centenas de santuários. Foi capital do Japão no período compreendido entre 749 e 1868. A sua grande importância cultural contribuiu para que, durante a Segunda Guerra Mundial, fosse poupada dos bombardeamentos. Presentemente, é sobretudo famosa porque nela teve lugar a terceira Convenção das Nações Unidas sobre as alterações climáticas e que contou com a presença de mais de 160 países. A sua população total ronda 1 471 200 habitantes (2004).
Os monumentos de maior interesse nesta cidade são: o Palácio de Katsura, construído no século XVII, é uma obra de referência no contexto da arquitetura tradicional japonesa. Está rodeado de jardins e possui uma sala de chá para cada estação do ano; o Castelo de Nijo e o Pavilhão Dourado, um santuário sintoísta que está decorado com tiras de papel e recipientes que contêm cerveja de arroz (sake) pois os rituais sionistas determinam a presença de oferendas alimentares. Na cidade também existem diversos museus.
Quioto é também famosa pelo seu artesanato. São elaborados objetos de bronze, esmalte, lacados, porcelanas, brocados de seda, entre outros. As indústrias são pouco numerosas e produzem sobretudo peças para aviões, produtos químicos e elétricos.
Como referenciar: Quioto in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-25 20:34:04]. Disponível na Internet: