Artigos de apoio

quiproquó

Do latim quid pro quo, que significa "uma coisa pela outra", inicialmente o conceito referia-se a um diálogo no qual uma pessoa era confundida com outra, gerando, na maioria dos casos, uma situação cómica. Num sentido lato, utiliza-se quiproquó para designar um equívoco ou uma confusão de palavras.
Bergson explicou o conceito como uma situação que apresenta ao mesmo tempo dois sentidos diferentes: o que os atores lhe dão e o que o público lhe atribui.
No Renascimento português o teatro cómico recorria frequentemente a este tipo de artifício, como acontece, por exemplo, no Anfitrião ou Júpiter e Alcmena, de António José da Silva (inspirado no Anfitrião de Plauto) ou em Vilhalpandos, de Sá de Miranda.
<
Como referenciar: quiproquó in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-06-21 07:16:23]. Disponível na Internet: