Ray Croc

Empresário norte-americano de fast food, Raymond Albert Croc nasceu a 5 de outubro de 1902, em Oak Park, no estado de Illinois e faleceu em 1984.
Aos 15 anos, inscreveu-se na Cruz Vermelha, esteve no Connecticut a treinar, mas nunca chegou a partir para a Europa porque entretanto a Primeira Guerra Mundial terminou.
Teve então de procurar emprego para subsistir e começou por ser pianista. Em 1922, tornou-se também vendedor na empresa Lily Tulip Cup Co. Assim, durante o dia vendia copos de papel e à noite atuava como pianista numa estação de rádio. A sua maior apetência era para o negócio e ficou fascinado quando conheceu Earl Prince, um homem que inventou uma misturadora de várias funções com cinco eixos. Ray Croc obteve desde logo os direitos de representação da máquina de Prince e durante 17 anos cruzou o país a promover a misturadora. Em 1954, numa das suas viagens de negócios, esteve num restaurante em São Bernardino, na Califórnia, propriedade de dois irmãos, Dick e Mac McDonald, que encomendaram oito máquinas, que pretendiam pôr a funcionar ininterruptamente o dia inteiro. Croc ficou seduzido pela eficiência do restaurante, que se dedicava essencialmente a vender hambúrgueres. Contudo, ao contrário da tendência da altura, não era do tipo drive-in, já que aqui as pessoas tinham de sair do carro para ir buscar comida. O menu era muito limitado e incluía apenas hambúrgueres, "cheesebúrgueres", batatas fritas, refrigerantes e batidos, tudo a preços reduzidos. Kroc começou então a pensar em construir lojas McDonald's por todo o país, cada uma delas equipada com oito misturadoras. Propôs o negócio aos irmãos Dick e Mac e ficou ele responsável por abrir essa série de restaurantes.
Aos 52 anos, numa altura em que sofria de diabetes e artrite, lançou-se no maior negócio da sua vida. Em 1955 abriu o primeiro restaurante, o Des Plaines, no estado do Illinois, que atualmente funciona como museu McDonald's.
Tudo correu da melhor maneira e, ao fim de nove anos, comprou o negócio aos irmãos por 2,7 milhões de dólares. Apesar de ser ele agora a decidir o caminho a seguir manteve-se fiel à filosofia idealizada por Dick e Mac. O seu toque pessoal surgiu, por exemplo, a nível de limpeza, uma obsessão para si. Tudo tinha de estar exemplarmente limpo, desde a cozinha à sala de refeições, passando pelos uniformes e até pelos parques de estacionamento.
Em 1963, já tinham sido vendidos mais de um bilião de hambúrgueres, feito assinalado por um néon em cada um dos 500 restaurantes McDonald's que já existiam. Nesse mesmo ano, apareceu o palhaço Ronald McDonald, que rapidamente se tornou conhecido de muitas crianças nos Estados Unidos da América.
Em 1968, abriu o milésimo restaurante da cadeia e, três anos depois, deu-se a internacionalização com a abertura de estabelecimentos na Europa e na Austrália. Foi também em 1968 que Ray Croc se tornou presidente da McDonald's Corp, a maior empresa de restaurantes do mundo. Manteve-se nesse cargo até morrer, a 14 de janeiro de 1984, em San Diego, na Califórnia.
A partir daí, o sucesso da McDonald's decresceu um pouco, especialmente dentro dos Estados Unidos, onde a uniformidade já não era tão bem aceite. No entanto, no estrangeiro a marca McDonald's manteve a sua força e os restaurantes estavam representados em 114 países, inclusive em Portugal, onde chegaram a 23 de maio de 1991, no CascaisShopping.
Como referenciar: Ray Croc in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 05:26:33]. Disponível na Internet: