reciclagem

A reciclagem de desperdícios durante um processo de fabrico é corrente na indústria. É o caso da indústria da madeira, que aproveita desperdícios para o fabrico de aglomerados. Começa também a ser vulgar o uso imediato de subprodutos de uma determinada indústria noutra indústria. É o caso do fabrico de rações alimentares para animais a partir dos subprodutos das indústrias cervejeiras e das destilarias (malte e bagaços). Este processo é geralmente designado por "reciclagem interna", em contraponto com a "reciclagem externa" como é a recuperação de papel, metal, material de vidro (por exemplo, garrafas) etc., usados.
O papel pode ser transformado em polpa e reprocessado em papel reciclado, cartões e outros produtos. O vidro pode ser triturado e utilizado para substituir a areia na construção civil, no betão ou no asfalto, ou pode ser refundido e utilizado no fabrico de novos materiais de vidro. Determinados plásticos podem ser refundidos e com eles fabricarem-se placas sintéticas. Estas placas, não sendo biodegradáveis, podem utilizar-se em vedações, sinalizações, estaleiros, etc. Os metais podem ser refundidos e refabricados. Reciclar o alumínio pode poupar cerca de 90% da energia gasta para fazer o mesmo objeto com alumínio proveniente da blenda (minério de alumínio). Restos de alimentos e desperdícios caseiros (gorduras, folhas, etc.) podem ser transformados por compostagem para produzir adubos. Os produtos têxteis podem ser reciclados em adubos para utilizar na agricultura. Pneus velhos podem ser fundidos ou triturados e transformados em numerosos produtos.
A reciclagem torna-se mais rentável quando se procede à pré-separação dos produtos a reciclar. Com a crescente consciência ecológica das populações, este sistema está a ganhar a adesão de muitas comunidades, onde são distribuídos contentores para plástico, metal, vidro, papel, pilhas, etc. - os ecopontos. O abandono conjunto daqueles materiais implica uma prévia seleção antes da sua distribuição às diferentes indústrias.
Como referenciar: reciclagem in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 21:02:41]. Disponível na Internet: