Reino de Ashanti

Região administrativa do Centro do Gana, que se afirma como a mais populosa das dez regiões do país, contando com cerca de dois milhões de habitantes distribuídos por um território que ocupa aproximadamente 25 mil km2. O grupo étnico mais representativo desta região é o Asante e a capital é Kumasi, o centro do comércio e do transporte de produtos da região e principal produtor de cacau.
As tribos Asante reuniram-se numa confederação de reinos no início do século XVIII e procuraram estender o seu domínio sobre as tribos Fanti. De 1807 até 1826 a sua ambição de conquistar mais terras levou-os a entrar em conflito com os imperialistas ingleses, que tinham estabelecido fortes ao longo da costa do território Fanti. A animosidade para com os Fanti e a recusa dos ingleses de libertar um escravo fugitivo precipitou a guerra asante-britânica, entre 1873-1874, durante a qual Kumasi foi incendiada. O rei Prempeh I, escolhido em 1888, foi derrotado em 1896 e Ashanti anexado como colónia em 1901. Em 1926, Prempeh voltou ao poder como reconhecimento da sua lealdade para com os aliados na Primeira Guerra Mundial. De 1934 a 1957 Ashanti foi administrado por um chefe comissionário.
Como referenciar: Reino de Ashanti in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-03-26 08:05:03]. Disponível na Internet: