René Spitz

Psicanalista austríaco, nascido em 1887 e falecido em 1974, formou-se em Medicina tendo-se especializado em psicologia infantil. Vai para os Estados Unidos da América onde ensina Psicologia de orientação psicanalítica em Nova Iorque e depois Psiquiatria na Universidade do Colorado. Desenvolve estudos experimentais sobre as trocas emocionais entre a criança e a mãe. Considera que o sorriso, que ocorre entre as seis e as doze semanas, é a primeira manifestação intencional desenvolvida na comunicação mãe/bebé. Estudou o efeito que a ausência de uma relação materna pode provocar nas crianças. Analisou esta situação em crianças órfãs ou abandonadas, criadas em asilos e orfanatos, tendo designado por "hospitalismo" a depressão resultante desta situação de abandono.
Para além das obras escritas, das quais se pode destacar Le Non et le Oui, Spitz produziu cerca de cinquenta filmes documentando as suas pesquisas.
Como referenciar: René Spitz in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 07:58:31]. Disponível na Internet: