República de Man Chu Kwo (1931-1934)

A Manchúria foi dominada a nível económico e administrativo nos anos vinte pelos Japoneses, apesar dos Chineses se sentirem ultrajados pela intervenção japonesa que consideravam abusiva num território teoricamente seu. O conflito aberto entre os dois países rebentou a 18 de setembro de 1931, quando o exército japonês em Guangdong atribuiu a responsabilidade de uma explosão ocorrida no caminho de ferro controlado pelos Japoneses, a sul da Manchúria, a um grupo de sabotadores chineses. Em retaliação a este ato os Japoneses tomaram o arsenal de Shenyang e de outras cidades próximas. Os Chineses foram então obrigados a retirar desta região as suas forças e o exército de Guangdong estendeu as suas operações a toda a Manchúria. No espaço de cinco meses controlavam toda esta área.
Na Manchúria foi instalado pelos Japoneses um governo-fantoche, à frente do qual colocaram Henry Pu Yi, coroado imperador em 1934 como Kang De, governador do Estado de Man Chu Kwo.
Como referenciar: República de Man Chu Kwo (1931-1934) in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-19 19:55:41]. Disponível na Internet: