Revolta dos Ciompi

Revolta popular florentina que tentou derrubar a aristocracia.
Ciompi é uma corruptela da palavra francesa compères, aqui utilizada para designar os populares que na Florença do último quartel do século XIV atentaram contra a aristocracia dominante, numa revolta social datada de 1378, contra o governo chefiado por Silvestre, membro da poderosa família dos Médicis.
Os revoltosos criaram uma comissão dos Dez da Liberdade e, a 20 de julho do ano 1378, a Senhoria foi dispersa. O povo teve então a oportunidade de tomar as rédeas do poder por um curto espaço de tempo. Miguel Lando foi eleito o representante das classes populares que iria substituir Silvestre de Médicis no cargo de governador da República florentina. A 28 de agosto de 1378 uma insurreição popular procurou estabelecer a demagogia pura e simples, mas Miguel Lando conteve o movimento a 31 de agosto, altura em que inaugurou um governo moderado apoiado pela pequena burguesia. Esta atitude foi reprovada pelo povo que, ciumento do poder burguês, preferiu voltar ao domínio da aristocracia em 1382.
O movimento popular dos Ciompi enquadra-se numa conjuntura muito difícil que atravessa toda a Europa, dos mares do Norte ao Mediterrâneo. Desde o início do século que a Flandres conhecia períodos extremamente violentos; levantamentos populares como o célebre movimento dos Ongles Bleus perturbaram a vida deste importante polo económico europeu. Nas cidades do Norte de Itália, especialmente em Florença, as condições pareciam menos propícias para o surgimento de casos idênticos, dado o maior poder efetivo das classes dominantes; contudo, essa realidade não impediu que, à voz de um cardador de lã, o já citado Miguel Lando, o popolo minuto se tivesse revoltado contra o popolo grasso e estabelecido um governo, ferozmente inimigo da alta burguesia "aristocrática", que se manteve no poder, grosso modo, entre 1378 e 1382.

Como referenciar: Revolta dos Ciompi in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 21:00:50]. Disponível na Internet: