Ribatejo

Criada como província em 1936, mas extinta como tal na Nova Constituição de 1976, a região do Ribatejo situa-se no Centro do território de Portugal continental, ficando em contacto com a Estremadura, a oeste e a sul, a Beira Litoral, a norte, a Beira Baixa a nordeste, e o Alentejo, a leste e sul. Ficam aqui as cidades de Santarém, Tomar, Abrantes, Ourém, Fátima, Torres Novas, Entroncamento, Vila Franca de Xira, Alverca do Ribatejo, Póvoa de Santa Iria, Cartaxo, Rio Maior e Almeirim. O Ribatejo compreende a maior parte do distrito de Santarém e dois concelhos do distrito de Lisboa (Azambuja e Vila Franca de Xira).
Por todo o Ribatejo pratica-se uma grande variedade de culturas agrícolas que se mostram extraordinariamente produtivas. É o caso do milho, da vinha, do arroz, do trigo, do tomate, da beterraba açucareira, do melão e da oliveira. O Ribatejo oferece, na sua gastronomia, pratos típicos como a sopa de pedra e a caldeirada; o cabrito assado ou frito, as favas com chouriço e os ovos de tomatada; as tigeladas e os doces de feijão e de ovos.
Nas campinas, que constituem admiráveis paisagens, pratica-se a criação de gado, em especial o touro bravio, destinado às corridas de toiros. É também aqui criado um dos mais belos cavalos do mundo, o cavalo lusitano.
Zona rica em tradições, ainda hoje o Ribatejo preserva a figura do campino, com o seu colete encarnado e o barrete verde, e o respetivo bailado típico, o fandango.
Como referenciar: Ribatejo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-14 01:00:41]. Disponível na Internet: